AluguéisDicasImobiliária Pelota

Quais as diferenças entre cada tipo de apartamento?

Kitnet, Loft, Studio, JK… São tantas nomenclaturas e apartamentos disponíveis no mercado imobiliário que é bem comum ter dúvidas sobre que tipo de imóvel escolher. Para ajudar os nossos clientes na busca pelo modelo ideal de apê para investir e morar bem, vamos apresentar cada uma dessas opções.

Todas elas possuem metragem reduzida, em comparação aos apartamentos tradicionais de 3 ou mais dormitórios, e são indicadas para estudantes, jovens que moram sozinhos, casais sem filhos e idosos independentes.

Enquanto alguns moradores buscam modelos arquitetônicos diferenciados e características como a integração entre os espaços, outras pessoas optam por um lar fácil de limpar, organizar e manter.

A praticidade também é um fator primordial, já que esses apartamentos geralmente estão próximos a grandes centros comerciais e financeiros, instituições de ensino, possuem fácil acesso e contam com a segurança de condomínios fechados.

JK

O nome é uma homenagem ao ex-presidente Juscelino Kubitscheck, que incentivou a construção deste estilo inovador de apartamento durante os anos em que esteve no poder. São imóveis com até 30m², totalmente abertos: a única parede é a do banheiro.

A grande vantagem do JK é o valor acessível, criando novas possibilidades para investir: se você não pretende morar, é possível alugar para jovens estudantes e profissionais, por exemplo.

KITNET

Com metragem entre 20 e 40 metros quadrados, essa é a mais básica entre as moradias que vamos destacar neste artigo. Muito comuns no Brasil, as kitnets contam com apenas um cômodo além do banheiro.

Com arquitetura e acabamento simples, geralmente estão em edifícios ou condomínios com infraestrutura mínima, sendo uma boa opção para estudantes que vêm de outras cidades ou pessoas com menor poder aquisitivo.

STUDIO

Luxuosos e sofisticados, os studios estão localizados em áreas estratégicas da cidade. Contam com toda a conveniência e a variedade de serviços oferecidos por condomínios de alto padrão.

Com pouca metragem, geralmente estão disponíveis em versões a partir de 18m² (as plantas com mais de 30m² são menos comuns), com uma pequena cozinha americana e somente um dormitório, que pode ou não ser delimitado por paredes.

A ideia de viver em um studio é ter todo o conforto dentro da unidade e muita facilidade fora dela. Áreas compartilhadas de lazer, coworking, lavanderia, espaços fitness e gourmet, além de um alto investimento em tecnologia e segurança.

LOFT

O conceito arquitetônico desse tipo de apartamento surgiu em Nova York, na década de 1950, e continua sendo uma tendência até os dias atuais. Sua principal característica não é o tamanho, mas a distribuição dos ambientes.

Grandes janelas, espaços bem amplos e sem divisórias, pé-direito duplo, muito vidro, ferro, madeira e tijolos aparentes, entre outros materiais que garantem um visual descolado ao imóvel.

Esse estilo industrial pode servir para reaproveitar antigos galpões e armazéns, fazendo uma adaptação residencial nos espaços. Também pode inspirar a decoração de apartamentos construídos recentemente, através desse antigo modelo de construção.

 

Agora que você já conhece todos os tipos de apartamento, suas particularidades e as principais diferenças entre cada um, chegou a hora de escolher o modelo ideal para a sua rotina. Conte com a equipe de corretores especializados da Pelota Imobiliária para entender as suas necessidades e vamos juntos realizar esse sonho!

Aqui você encontra um portfólio completo, com opções para investir na compra ou aluguel do seu apartamento e fechar um bom negócio. Entre em contato conosco e conheça o nosso atendimento diferenciado:

📍 Rua Santa Cruz, 1679, Centro – Pelotas/RS

📲 WhatsApp: (53) 99111-7432

📞 Telefone: (53) 3227-7077

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *